retrieverclubedeportugal@gmail.com

RetrieverClubedePortugal

RETRIEVER

CLUBE DE PORTUGAL

Comportamento


O Flat Coated Retriever sempre foi (e continua a ser) um cão com dupla funcionalidade, ou seja, não existem diferenças físicas marcantes entre um exemplar de caçull ça e de Exposição.


É difícil encontrar as palavras adequadas para descrever o carácter encantador do Flat Coated Retriever. É meigo, alegre – daí advindo o nome de “Peter Pan” já que é jovem e brincalhão até ao final da vida – companheiro tanto em casa como em passeios ao ar livre, amante da água, bom temperamento tanto com as pessoas como com os outros cães e, acima de tudo, sempre cheio de vontade de agradar e estar junto ao dono.


Este empenho em agradar ao dono ajuda muito no treino dos exemplares, inclusivamente no que respeita à educação para viver com regras dentro de casa. Contudo, o Flat Coated Retriever precisa de ter um dono firme, caso contrário tomará rapidamente a liderança.


Fisicamente é um cão ligeiramente mais alto e esguio que o Labrador ou o Golden Retriever, o que lhe dá um porte altivo e elegante. A altura média nos machos vai de 58 a 61 cm e nas fêmeas de 56 a 59 cm.


A cabeça é comprida, com crânio plano e stop pouco marcado. Os olhos devem ser de tamanho médio, amendoados e nunca redondos ou salientes. As orelhas devem ser pequenas, bem implantadas e encostadas à cabeça. Sendo um cão de cobro deve possuir mandíbulas fortes (capazes de carregar um pato, lebre ou faisão) e os dentes do maxilar superior devem sobrepor-se ligeiramente aos do inferior.


O pescoço deve ser razoavelmente longo, embora sem excessos, inserido de forma simétrica e oblíqua em relação aos ombros.

O tórax é profundo, razoavelmente largo e bem definido, proporcionando movimentos harmoniosos. Os membros dianteiros são perfeitamente retos, com ossos fortes terminando em pés redondos, com os dedos fechados e arqueados (pés de gato). As costelas dianteiras são robustas e bastantes lisas e o lombo curto e quadrado. Posteriores musculados, com inclinação moderada da soldra e do jarrete, sendo este bem caído. Jarretes de vaca são altamente indesejáveis.


O pelo é denso de textura média, longo e liso. A cauda não deve ultrapassar o jarrete, direita, bem implantada a nível da linha dorsal e com bastante franja.


A pelagem pode ser preta ou cor de fígado. Ocasionalmente nascem exemplares amarelos, no entanto estes não são reconhecidos pela Federação Cinológica Internacional.

O pelo do Flat Coated Retriever é bastante fácil de manter em boas condições, sendo suficiente uma a duas escovagens semanais.

Apesar de não ser de forma alguma um cão de guarda, o Flat Coated denuncia imediatamente a presença de estranhos dentro do seu espaço com um forte ladrar.


Os exemplares desta raça atingem o seu total esplendor um pouco mais tarde que os “primos” Labrador e Golden, apenas por volta dos 3 anos de idade.


Assim é pois o Flat Coated Retriever: um grande amigo, apaixonado por água, com a cauda sempre a abanar (conhecido por ser um “wagging tail”) e totalmente dedicado ao dono.


Flat Coated Retriever

Origens e Aspecto Geral


O mais elegante! A nível de temperamento é um pouco mais vivo. Um sinal típico desta raça é o abanar constante da cauda, que revela a sua natureza otimista. A sua pelagem é espessa, de pelo fino e liso. Pode ser preto ou fígado.


Uma hipótese plausível quanto à criação do Flat Coated Retriever (de pelo liso, em oposição ao Curly Coated Retriever, de pelo encaracolado) é o facto de os caçadores procurarem cães de caça com um tipo de pelo que não se embaraçasse.


Nessa época, devido ao aumento da popularidade da caça de aves os cães de cobro eram muito procurados e todos os que o fizessem eram considerados “retrievers”.


O Flat Coated Retriever, inicialmente conhecido como Wavy Coated Retriever, foi fixado como raça, com as características que atualmente se conhecem, nos finais do século XIX em Inglaterra. Teve como grande apoiante Sir E. Shirley, fundador do Kennel Club em 1873 e seu primeiro presidente. Os Flat Coated Retrievers foram reconhecidos oficialmente pelo Kennel Club, como raça, em 1900.


A ascensão do Flat Coated Retriever foi muito rápida entre 1901 e 1910, data em que atingiu o topo da popularidade, sendo considerado como "O" cão de caça de cobro em Inglaterra.


Seguiram-se anos menos felizes, tanto devido à II Guerra Mundial, como de acordo com alguns historiadores à introdução de sangue Borzoi na raça, supostamente com o objetivo de melhorar a mandíbula do Flat.


No entanto, a partir de 1960 e graças ao empenho de vários criadores, a raça voltou a consolidar-se sendo muito popular nos países anglo-saxónicos e particularmente nos nórdicos.


O Flatcoated Retriever é um cão inteligente, activo e versátil, mantendo a excelente capacidade de trabalho.

Artigo gentilmente cedido pela revista Cães & Companhia